Nesta última quinta-feira (15), O Programa de Pós-graduação do Centro de Informática (CIn) da UFPE chegou à sua defesa de doutorado número 400. A tese “Uma abordagem de Learning Analytics para a autorregulação da aprendizagem de estudantes em Sala de Aula Invertida” foi defendida pelo aluno João Carlos Sedraz Silva sob a orientação do professor Fernando da Fonseca de Souza. 

Envolvendo a concepção e modelagem de ambientes colaborativos de aprendizagem, a dissertação defendida adotou como metodologia uma das novas tendências no campo educacional, conhecida como “A Sala de Aula Invertida”. Por sua abordagem interdisciplinar, a banca examinadora contou com pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, a saber: 

Alexandre Marcos Lins de Vasconcelos (CIn-UFPE); 
Ed Porto Bezerra (UFPB – Campus I / CCEN ); 
Francisco Kelsen de Oliveira (IF-Sertão-PE / Campus Salgueiro); 
Marizete Silva Santos (UFRPE / Unidade Acadêmica de Educação a Distância e Tecnologia); 
Rodrigo Lins Rodrigues, (UFRPE / Departamento de Educação). 

Resumo: 

A adoção da metodologia Sala de Aula Invertida (FC, do inglês Flipped Classroom) é uma nova tendência no campo educacional, com um número crescente de publicações que mostram impactos significativos no comportamento e no desempenho dos estudantes. Nessa metodologia, o discente é estimulado a estudar o conteúdo curricular antes de frequentar a sala de aula, que passa a ser o lugar de aprender ativamente, onde são concentradas as discussões, perguntas e atividades práticas. Na FC, o desempenho do estudante é dependente, principalmente, de atividades fora da sala de aula realizadas a distância. Essas atividades exigem uma postura mais ativa do discente na gestão dos seus estudos e, em razão desse requisito, pesquisas sobre FC apontam para a necessidade do desenvolvimento de abordagens que promovam a Autorregulação da Aprendizagem (SRL, do inglês Self-Regulated Learning). Nesse sentido, o objetivo geral deste trabalho foi propor uma solução de Learning Analytics (LA) e analisar os seus impactos sobre a SRL de estudantes em FC. Para alcançar esse objetivo, o método de pesquisa seguiu diretrizes de design science e contemplou dois ciclos de investigação. No primeiro ciclo, utilizando um protótipo em um experimento controlado, foram constatadas evidências dos efeitos positivos de um artefato de LA sobre a SRL em um contexto de FC. A partir dessas evidências, no segundo ciclo da investigação, foram desenvolvidos e implementados recursos de LA no Amadeus LMS, um sistema de gestão de aprendizagem registrado sob licença de Software Público Brasileiro. Esses recursos foram testados por usuários potenciais, os quais julgaram como satisfatória a usabilidade dos artefatos. Os resultados deste trabalho, portanto, não só comprovam indícios dos benefícios da abordagem de LA, mais também contribuem com uma solução integrada a um Software Público Brasileiro, a qual pode ser utilizada, livremente, como um mecanismo de promoção da SRL em FC.

Palavras-chave: Sistemas de informação. Educação. Aprendizagem Ativa. Feedback.

Comentários desativados