Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Tese de Doutorado Nº 526

Aluno: Cleber Matos de Morais
Orientador: Profa. Judith Kelner
Título: Trigramas – Concepção de Infográficos de domínio específico para auxiliar a tomada de decisão no contexto de saúde pública no Brasil: uma pesquisa-ação
Data: 31/08/2021
Hora/Local: 14h – Virtual – Interessados em assistir entrar em contato com o aluno
Banca Examinadora:
Prof. Jaelson Freire Brelaz de Castro (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Aluizio Fausto Ribeiro Araújo (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Vanderson de Souza Sampaio (Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado /  Departamento de Ensino e Pesquisa. )
Prof. Wuelton Marcelo Monteiro(Universidade do Estado do Amazonas /  Pós-Graduação em Medicina Tropical)
Prof. Carmen Simone Grilo Diniz (USP / Departamento de Saúde Materno-Infantil/ Faculdade de Saúde Pública)

RESUMO:

Esta tese de doutorado apresenta uma pesquisa-ação sobre desenvolvimento de sistemas de visualização para o universo do Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil. A pesquisa-ação foi escolhida como método devido a complexidade e inter-relação do SUS. A inter-relação das entidades do SUS é bem complexa, incluindo esferas municipais, estaduais e federais. Essa pesquisa criou as condições reais para realização de uma pesquisa-ação, com stakeholders e contribuições reais ao longo do processo de desenvolvimento. A pesquisa inicial foi concentrada em sífilis gestacional e sífilis congênita. Mas durante operíodo de investigação, uma oportunidade de parceira ampliou o escopo das visualizações para malária também. Todas as instituições envolvidas possuem sistemas de registro de notificações das condições abordadas. Assim, a premissa inicial é a produção de informações sob base de dados pré-existentes, sem a necessidade de alteração no processode registro de dados e formulários dessas instituições. O processo de desenvolvimento foi realizado usando ciclos iterativos de desenvolvimento (CHECKLAND, 1999). Cada contexto teve um desenvolvimento específico e nuances. Mas, como esse desenvolvimento tem um domínio em comum e os ciclos aconteceram em paralelo, houve muitas transferências de aprendizagem entre os ciclos. Durante o processo de desenvolvimento, foram criadas duas formas de visualização infográfica: o trigrama sífilis e o trigrama malária. Ambos possuem uma estrutura similar, mas atuam sobre contextos totalmente diversos e com elementos visuais diferentes. Essas representações visuais foram implementadas num sistema de visualização. Cada base de dados teve desafios de análise e processamento diferentes, mas sem transformar o processo de coleta de dados obtidos dos parceiros. Esse sistema foi construído com os stakeholders e validado a cada incremento. Ao final, foram entregues às instituições parceiras sistemas de visualização infográfica que auxiliam o entendimentode cada fenômeno analisado, considerando seus domínios específicos. A principal contribuição desse trabalho é a proposição dos infográficos de domínio específicos para saúde. Esses infográficos são representações quantitativas que permitem, através de uma síntese visual, entender um fenômeno em saúde tanto na escala macro como na micro. O grande diferencial dessa visualização é permitir essa mudança de escopo(macro e micro) no mesmo contexto visual para auxiliar os usuários a investigarem fenômenos complexos através de visualizações consistentes e comparáveis. Assim, além de ter uma ideia geral sobre uma amostra, os usuários podem ver e entender os motivadores individuais que possam influenciar o resultado geral. Essas visualizações geraram novas informações e formas de análise para os stakeholders, permitindo uma maior e melhor compreensão dos dados dos sistemas por eles utilizados.


Palavras-chave: Visualização de dados, Saúde, SUS, Infografia, Trigrama

Comentários desativados