Pós-Graduação Profissional em Ciência da Computação    CIn / UFPE 

Defesa de Dissertação de Mestrado Profissional Nº 331

Aluno: Paulo José Teixeira dos Santos

Orientador: Fernando da Fonseca de Souza

Título:  Uma Padronização para o Desenvolvimento de Sistemas Web pelos IF em Conformidade com as Recomendações de Acessibilidade em Governo Eletrônico do Brasil

Data da Defesa: 15/06/2021

Hora/Local: 10:00h–Virtual (Interessados em assistir entrar em contato com  a secretaria do Programa secmprof@cin.ufpe.br)   

Banca Examinadora:                                            

Prof. Alexandre Marcos Lins de Vasconcelos (CIn-UFPE)

Profa. Débora Maria Barroso Paiva (UFMS)

Prof. Fernando da Fonseca de Souza (CIn-UFPE)

Resumo:

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IF) têm como missão produzir, aplicar e disseminar conhecimentos científicos e tecnológicos de modo a promover a formação integral do cidadão. Para isso, além de recursos humanos, investem em seus portais e sistemas web para disseminar seus cursos a distância e presenciais, concursos, produtos e demais informações relevantes à sociedade. No entanto, um dos problemas apresentados em sistemas web desenvolvidos pelos IF é a limitação de acessibilidade a conteúdos, o que pode excluir uma parcela significativa da comunidade acadêmica bem como do público externo do acesso às informações. Para que este acesso aconteça de forma plena pelos usuários com deficiência, o Governo Federal criou leis, decretos e documentos com orientações acerca da acessibilidade digital, objetivando eliminar as barreiras de acessibilidade na utilização dessas aplicações Web. Nesse sentido, esta pesquisa teve como objetivo, a partir de um estudo sobre a conformidade dos sistemas web desenvolvido pelos IF em relação às recomendações de acessibilidade do Governo Eletrônico Brasileiro, contribuir para a padronização do desenvolvimento de sistemas web acessíveis pelos IF. Para tanto, inicialmente foram aplicados questionários junto às Diretorias de TI e/ou Coordenações de Sistemas dos IF, pelos quais foi possível verificar a conformidade dos sistemas web com as recomendações do e-MAG e os padrões do e-PWG, sob o ponto de vista dos responsáveis pelo desenvolvimento. Posteriormente, foi aplicado questionário junto aos desenvolvedores de sistemas dos IF, como forma de identificar as causas dos problemas de acessibilidade encontrados. Além disso, por meio da avaliação automática dos sistemas web com a ferramenta ASES, foi possível identificar os principais erros e avisos descumpridos nas páginas dos sistemas web, os quais se concentraram nas seções Marcação, Comportamento, Conteúdo/Informação, Apresentação/Design e Formulários do e-MAG. Na sequência, objetivando identificar outras barreiras de acessibilidade, as quais não são identificadas pelas ferramentas automáticas, realizou-se a inspeção manual de acessibilidade com especialistas na área, em três sistemas selecionados para avaliação. Diante dos resultados obtidos e baseando-se nas recomendações do e-MAG e em outros documentos que também dão suporte à acessibilidade digital, tornou-se possível elaborar um conjunto de recomendações de acessibilidade para desenvolvimento de sistemas web pelos IF, contribuindo assim para possibilitar melhor inclusão social a usuários com deficiência.

Palavras-chave: Acessibilidade Digital. e-MAG. Governo Eletrônico. Avaliação de Acessibilidade. Sistemas web.

Comentários desativados