O Projeto Universal do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) intitulado Uma Proposta para Melhoria de Processo de Software Baseada em Metodologias Ágeis está em vigor desde o dia 1º de Janeiro de 2011. Coordenado pelo professor do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP), Fábio Kon, o projeto conta com a participação dos alunos de Doutorado Célio Santana (CIn-UFPE), Cláudia Melo (IME-USP) e Viviane Santos (IME-USP); e dos professores Alexandre Vasconcelos (CIn-UFPE), Cristine Gusmão (NUTES-UFPE), Alfredo Goldman (IME-USP) e Fábio Kon (IME-USP) coordenador do projeto.
 
 O Projeto Universal é um dos projetos de pesquisa mais concorridos do CNPq e entrou na Faixa C (de R$ 50.001 até R$ 150.000), que é o mais seletivo. Em todo o país, só foram aceitos sete projetos nesta faixa. Além disso, este é o primeiro projeto de pesquisa aprovado por órgãos de fomento se tratando, exclusivamente, de Metodologias Ágeis. Este campo é relativamente novo no meio acadêmico, onde as primeiras conferências são datadas de 2000, mas o Brasil realizou sua primeira conferência acadêmica exclusiva sobre o assunto somente em 2010, com o Workshop Brasileiro de Metodologias Ágeis (I WBMA), realizado em Porto Alegre.
 
Este projeto representa a união dos dois maiores centros de pesquisa em Metodologias Ágeis no Brasil, a Ágilcoop da USP (http://ccsl.ime.usp.br/agilcoop/) e o PROMISE da UFPE (http://www.cin.ufpe.br/~promise/ ), abrangendo parte dos trabalhos de doutorados dos alunos participantes. Isto representa o início de uma parceria entre CIN-UFPE, NUTES-UFPE e IME-USP neste campo de pesquisa com o objetivo de aumentar a quantidade de publicações internacionais dos dois centros, bem como apoiar a realização de eventos acadêmicos aqui no Brasil. A exemplo da edição do II WBMA, que deve ocorrer em Fortaleza junto com o Agile Brazil 2011.
 

 O Projeto terá duração de 24 meses e o próximo passo será a criação de um website com as informações essenciais, que deve ser administrado pelo PROMISE, já que é o responsável pelo tronco principal do projeto de pesquisa. 

Comentários desativados