O Bigu, desenvolvido por uma equipe com estudantes do Centro, já começou a operar na instituição