Um guia de acessibilidade foi criado por pesquisadores do CIn-UFPE, em conjunto com o SIDI – Samsung Instituto de Desenvolvimento para a Informática, visando auxiliar no desenvolvimento de aplicações móveis que sejam inclusivas e que permitam ser utilizadas por qualquer cidadão, portador ou não de alguma deficiência. O documento foca em desafios e alternativas para o uso de smartphones por usuários com deficiência visual total ou parcial e está disponível no endereço http://www.sidi.org.br/guiadeacessibilidade.

O guia, voltado para desenvolvedores, designers e testadores de aplicações acessíveis, apresenta conceitos úteis para cada etapa de desenvolvimento. O material aborda de modo didático como definir tamanho e disposição dos textos e ícones na tela, a interação entre o usuário e a aplicação, o gerenciamento de conteúdo de áudio, como avaliar a eficiência dessas ferramentas de acessibilidade e diversas outras informações importantes ao planejar e projetar aplicações mais acessíveis.

O grupo de pesquisa do projeto desenvolveu o guia após levantamento científico sobre o tema e entrevistas com pessoas com deficiência visual, auditiva e motora. “Esse público demanda especificidades na elaboração de projetos que melhorem sua qualidade de vida e somente um grande trabalho de pesquisa pode sustentar esse trabalho. O acesso digital é um excelente meio de inicia-los”, informa Carla Nascimento, pesquisadora do Projeto Samsung/CIn que gerenciou esta iniciativa.

Atualmente, a equipe também está trabalhando na melhoria do guia de acessibilidade para incluir outras deficiências.

Comentários desativados