Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Tese de Doutorado Nº  504

Aluna: Veronica Telino Leal de Lacerda
Orientador: Prof. Ricardo Massa Ferreira Lima
Título: Tecnologia da Informação e Comunicação: Uma Metodologia para Uso e Governança no Setor Público do Brasil
Data: 22/10/2020
Hora/Local: 9h – Remota – meet.google.com/vqc-iqje-aqg
Banca Examinadora:

Prof. Hermano Perrelli de Moura (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Fábio Queda Bueno da Silva (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Fernando Joaquim Lopes Moreira (Univ. Portucalense / Depto. de Ciência e Tecnologia)
Prof. Ana Paula Cabral Seixas Costa (UFPE / Departamento de Engenharia de Produção)
Prof. Magdala de Araújo Novaes (UFPE / Núcleo de Telessaúde do Curso de Medicina)

RESUMO:

Contexto: A governança de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) é um instrumento de gestão e controle dos serviços providos por essas 
tecnologias dentro de organizações. Contudo, órgãos públicos do mundo têm 
dificuldade em atender exigências legais, normas técnicas e modelos 
internacionais de boas práticas de governança de TIC recomendadas pelas 
entidades competentes. A dificuldade no atendimento das práticas é um 
problema que precisa ser investigado por ser persistente, onerar o dinheiro 
público investido em TIC, apresentar poucos estudos empíricos e afetar a 
maturidade da governança e o desempenho de organizações do setor. Objetivo: 
Propor metodologia para construir plano de ação que facilite o uso das 
práticas de governança de TIC e dispor de critérios ambientais propícios à 
execução do referido plano em organizações com problema de baixa maturidade 
na governança destas tecnologias. Método: Desenvolve-se um estudo de caso 
por meio da aplicação de entrevista semi-estruturada e questionário para 
identificar aspectos comportamentais, gerenciais e organizacionais 
relacionados ao uso da TIC. A metodologia prioriza e insere os aspectos 
achados num cenário, a partir do qual o plano é construído. As ações 
definidas para o plano estimulam o bom uso da TIC e sua governança e 
neutralizam aspectos contrários. Aspectos comportamentais são avaliados e 
inseridos na proposta de ambiente organizacional propício à implementação e 
continuidade das ações do plano. Resultados: A tese responde “Como 
construir plano de ação de governança e otimizar ambiente organizacional 
para sua execução fundamentados na descrição do uso da TIC e no 
comportamento de pessoas no setor público?”. A descrição associa os 
aspectos que interferem no uso e governança dessas tecnologias. A pesquisa 
verifica deficiência de políticas, planejamento, alinhamento estratégico, 
sistemas de informação, controle e disponibilidade de informações, 
comunicação efetiva, capacitação, recursos, governança, articulação, 
infraestrutura, sensibilização, controle de riscos e enfrentamento de 
desafios. A pesquisa encontra diversidade na cultura e na realidade de cada 
setor da organização investigada. Conclusão: O uso da TIC e os mecanismos 
de governança são ineficientes na organização. Apenas 37,5% dos 
participantes é familiarizada com práticas formais de governança, embora 
todos se mostrem preocupados com a evolução da TIC onde trabalham. Existe um sentimento de exclusão como unidade participativa nas decisões 
relacionadas à TIC declarado por 25% dos entrevistados que pode enfraquecer o engajamento dos mesmos junto ao processo da governança. Como as soluções apresentadas consideram a realidade de organizações, elas têm potencial para abreviar e direcionar as tomadas de decisão relacionadas às tecnologias e envolver colaboradores no processo, quebrando paradigmas. A pesquisa pode favorecer a governança pública, conscientizar patrocinadores 
do setor e orientar profissionais da área em suas atividades.

Palavras-chave: Tecnologia da Informação e Comunicação, Governança de 
Tecnologia da Informação e Comunicação, Governança Pública, Brasil, 
Inovação, Inovação Digital, Práticas de Governança de TIC, Uso da TIC, 
Grafos, Matrizes, Sistemas de Informação, Mapeamento Sistemático, Plano de Ação, 5W1H, Estudo de Caso, Ambiente Organizacional, Smart Meta, KPI, COVID-19

Comentários desativados