Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Tese de Doutorado Nº 537

Aluno: Fabrizio Barbosa Farias
Orientador: Prof. Hermano Perrelli de Moura
Co-orientador: Prof. Kiev Santos da Gama
Título: Um Estudo sobre a Inovação Aberta Inbound em Projetos de Software: 
Um Modelo Conceitual e Recomendações Práticas
Data: 17/12/2021
Hora/Local: 13h –  Virtual – Interessados em assistir entrar em contato com o aluno
Banca Examinadora:
Profa. Carina Frota Alves (UFPE / Centro de Informática)

Prof. Cristiano Coelho de Araújo (UFPE / Centro de Informática)

Prof. Giordano Ribeiro Eulalio Cabral (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Rafael Prikladnicki (PUC/RS / Faculdade de Informática)
Prof. Ivaldir Honório de Farias Junior (UPE / Campus Garanhuns)

RESUMO:

Atualmente, a globalização está tornando as empresas mais competitivas e uma das formas de se conseguir isso é por meio de projetos de inovação aberta. Embora considerável pesquisa tenha sido devotada à inovação aberta, menos atenção tem sido dada em como o patrocinador lida com recursos limitados para mplementar os requisitos de ideias externas nesses tipos de projetos. Entre alguns problemas com projetos de inovação estão: a falta de colaboração entre os stakeholders, requisitos incompletos, a concepção inadequada de one size fits all, bem como a busca externa por novas ideias com potenciais comerciais é crítica, porque as empresas costumam investir uma quantidade considerável de tempo, dinheiro e outros recursos.


O objetivo desta tese é investigar como o papel do patrocinador apoia o processo da engenharia de requisitos na busca por ideias externas em projetos de inovação aberta. Um estudo de caso qualitativo foi realizado para investigar cinco empresas dos setores automotivo, siderúrgico, petróleo, saúde e energia elétrica. Os dados foram coletados por
meio de entrevistas semiestruturadas e questionários. Os resultados desta pesquisa mostraram que os patrocinadores têm uma perspectiva organizacional e uma perspectiva de tarefa sobre projetos de inovação aberta e elas não são iguais. Os resultados também mostraram que existem diferenças entre as atividades do patrocinador e da equipe do projeto de inovação que ajudam a caracterizar os problemas que devem ser enfrentados pelos participantes deste projeto durante a proposição da solução.

Há um papel colaborativo para o patrocinador em realizar o processo da engenharia de requisitos, que é diferente do projeto quando o mesmo foi iniciado pela primeira vez. Isso porque a análise dos requisitos no projeto de inovação aberta está em constante evolução ao longo do projeto, e pensar nos requisitos na fase de gerenciamento do projeto
também precisa evoluir para a construção de uma solução inovadora. Esta tese contribui também para uma melhor compreensão sobre projetos de inovação aberta através de um modelo conceitual. Este descreve de maneira arcimoniosa o conhecimento sobre o papel do patrocinador para apoiar o processo da engenharia de
requisitos na busca por ideias externas em projetos de inovação aberta que geralmente envolvem riscos e incertezas. Por fim, as experiências compartilhadas nesta tese podem ajudar os futuros participantes desses projetos a definir melhor os requisitos para seus projetos, bem como a resolver proativamente os problemas de colaboração, motivação e empatia inadequadas dos participantes nesses tipos de projetos.

Palavras-chave: Inovação aberta,Projetos de inovação aberta,Estudo 
qualitativo,Pro-cesso da engenharia de requisitos, Papel do patrocinador

Comentários desativados