Pós-Graduação Profissional em Ciência da Computação    CIn / UFPE 

Defesa de Dissertação de Mestrado Profissional Nº 338

Nome do Aluno: Jobson Tenório do Nascimento

Nome do Orientador: Simone Cristiane dos Santos Lima 

Título da DissertaçãoPromovendo a Autorregulação e a Autoeficácia de Estudantes de Computação na Abordagem PBL: A Proposta da Ferramenta PBL StudentBoard para o Monitoramento do Progresso da Aprendizagem.

Data da Defesa: 11/05/2022

Hora/Local: 09:00h –Virtual (Interessados em assistir entrar em contato com  a secretaria do Programa secmprof@cin.ufpe.br)   

Banca Examinadora:                                            

Prof. Vinicius Cardoso Garcia (CIn/UFPE)

Profa. Elaine Harada Teixeira de Oliveira (UFAM)

Profa. Simone Cristiane dos Santos Lima (CIn/UFPE)

Resumo:

Em pleno curso no mundo todo, a revolução digital é um fenômeno sem volta que afeta a todos. Atualmente, vivenciamos um cenário preocupante de falta de profissionais da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) capacitados para atender a demanda de um mercado cada vez mais exigente. Para atender esse mercado, o modelo tradicional de educação tem se mostrado ineficaz para promover, de forma significativa, habilidades que vão além das adquiridas com conhecimento apenas técnico, tais como criatividade, empreendedorismo, competências socioemocionais, entre outras. Parte importante de uma solução para este problema é a adoção de abordagens de ensino inovadoras que façam dos estudantes protagonistas de seu processo de aprendizagem.

No ensino de computação, a aprendizagem baseada em problemas (do inglês, PBL ou Problem-Based Learning ) tem se destacado pelo seu equilíbrio entre o conteúdo e a prática, a academia e o mercado profissional, trazendo clientes e problemas reais para fornecer um ambiente de aprendizagem que proporciona aos alunos um envolvimento e uma consciência real sobre os problemas que terão de enfrentar na profissão, desenvolvendo competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) relevantes para o mercado profissional e para o convívio em sociedade. Dentre várias características dessa abordagem, este estudo tem como foco a intencionalidade necessária por parte do aluno no PBL, trazendo responsabilidades pelo seu aprendizado por meio de reflexão e planejamento sobre o que, como e por que aprender. Nesse contexto, ainda existem muitos desafios a serem superados, dentre eles a dificuldade de estimular a regulação e a autorregulação dos estudantes, o que levou a questão central de pesquisa: Como aperfeiçoar o processo de avaliação em PBL aplicado a cursos de computação, sob as perspectivas da autorregulação e da autoeficácia dos estudantes, provendo uma solução de automonitoramento do progresso da aprendizagem que seja útil e fácil de usar?

Assim, a partir da Design Science Research (DSR), esta pesquisa propõe uma solução, chamada de PBL StudentBoard. Voltada principalmente para o estudante, essa solução é baseada em um modelo de avaliação autêntica, que lhe permite monitorar o progresso da sua aprendizagem por meio de uma interface concebida para dispositivos móveis e integrada ao seu cotidiano. O monitoramento e automonitoramento levam a uma maior autoeficácia, persistência e sucesso, pois sem monitoramento os alunos ficam em um estado de incerteza sobre o quão bem estão aprendendo, impactando diretamente na efetividade da abordagem PBL.

Como resultados dessa pesquisa, foi concebido um protótipo funcional da interface do PBL StudentBoard, que pela avaliação de alunos e especialistas em PBL, atende às expectativas, facilitando que os estudantes recebam feedbacks e monitorem seu aprendizado.

Palavras-chaves: Educação em Computação. Aprendizagem Baseada em Proplemas (PBL). Avaliação Autêntica. Autorregulação. Sistemas de Gestão da Aprendizagem (SGA).

Comentários desativados