O Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) foi inserido  em mais uma comunidade científica internacional: o CHREC (NSF Center for High-Performance Reconfigurable Computing). A conquista foi através do grupo de pesquisa Hight Performance no CIn (HPCIn), do Grupo de Engenharia da Computação (GRECO).

 
O CHREC (pronuncia shreck) é um projeto do NSF que envolve cerca de 30 organizações de liderança na academia, indústria e setores do governo. Os interesses e objetivos estão voltados para a computação reconfigurável adaptável a aplicações que requeiram computação de alto-desempenho. Como parte desta iniciativa está sendo desenvolvido um supercomputador voltado para pesquisas científicas, denominado de Novo-G.
 
 O Novo-G utiliza tecnologia de última geração em computação reconfigurável baseada em dispositivos FPGAs (Field Programmable gate Array). Pesquisas recentes desenvolvidas no Centro Interdisciplinar de Investigação de Biotecnologia (ICBR) da Flórida chamado ESPRIT (http://plaza.ufl.edu/ sunyijun / ESPRIT.htm), estimam que, para essa aplicação, o Novo-G será o computador mais poderoso do mundo conhecido, muito mais rápido do que qualquer uma das máquinas hoje top de linha em alto desempenho e ainda com um baixo custo, energia, refrigeração e tamanho.
 
 O projeto envolve hoje 10 equipes acadêmicas, dentre universidades americanas e européias, desenvolvendo aplicações em diferentes áreas. O CIn está envolvido através dos projetos em modelagem computacional, em desenvolvimento no Grupo HPCIn que hoje é composto pelos projetos: HPCIn financiado pela rede RPCMOD (FINEP/CENPES-Petrobras) e o Sísmica financiado pelo CENPES/Petrobras.
 
 Mais informações sobre o CHREC através do site www.chrec.org/ngforum/

Comentários desativados