Uma rede social que viabiliza a formação de equipes para a produção de filmes e peças teatrais. Uma ferramenta que possibilita a criação de bijuterias de forma original e criativa. Um sistema de monitoramento do trânsito que utiliza o próprio fluxo de veículos para obter informações. Uma rede social que promove a hábito de ler por meio da socialização de livros entre os usuários. Essas são as quatro ideias que serão apresentadas pelos estudantes do CIn na Feira de Projetão, na próxima segunda-feira (13), a partir das 9h, no anfiteatro do Centro.
 
Os produtos são fruto de empresas criadas pelos alunos durante a disciplina “Projetão”, do curso de Engenharia da Computação, ministrada pelo professor Cristiano Araújo. Ele explica que o objetivo da cadeira é justamente estimular a prática do gerenciamento de um negócio e que a Feira é uma oportunidade de apresentar à sociedade os produtos e profissionais desenvolvidos pelo CIn. “Com essa atividade, os estudantes mostram que tem potencial de mercado. Os projetos são apresentados para pessoas de fora da Universidade como, representantes de incubadoras, investidores e outros profissionais da área de negócios”.
 
Segundo o professor, todos os trabalhos foram desenvolvidos para serem executados através do computador ou dispositivos móveis. A equipe de Jonathas Dantas, por exemplo, criou a empresa “Massapê” (WWW.cin.ufpe.br/~massape) e desenvolveu o “Artear”, uma rede social para formação de contatos profissionais. “O ‘Artear’ é direcionado para profissionais da área artística. Lá, os interessados vão poder divulgar seus trabalhos, encontrar oportunidades e pessoas para executar suas obras”, contou Jonathas.

Comentários desativados