Na próxima quarta-feira (15), no Anfiteatro do CIn-UFPE, às 14h, haverá uma palestra informativa sobre o Hacker Cidadão 3.0, hackathon da Emprel e Prefeitura do Recife, que acontecerá durante a Campus Party Recife (CPRecife). O hackathon será apresentado pelo gerente operacional de inovações da Emprel, Breno Alencar, pelo professor do Centro de Informática da UFPE Kiev Gama e pela professora da UFRPE Taciana Pontual. O evento é gratuito e também aberto ao público externo à UFPE.

Duas grandes novidades para este ano são a incorporação do conceito de Living Lab e a possibilidade de submissão de um protótipo para pré-seleção no hackathon. O protótipo é opcional e tem o objetivo de permitir que pessoas sem ingresso para a CPRecife, mas com boas ideias, possam ser avaliadas e eventualmente pré-selecionadas, tendo a chance de receber acesso gratuito ao evento e concluir o projeto.
 
Desde a sua primeira edição, o concurso Hacker Cidadão conta com apoio do CIn-UFPE na concepção, divulgação e execução da atividade. A palestra desta terça-feira é aberta ao público e contará com o sorteio de um ingresso para a Campus Party Recife, que acontecerá de 23 a 26 de julho.
 

LIVING LAB – O projeto Living Lab Recife é uma iniciativa que envolve UFPE, UFRPE, Emprel, Prefeitura do Recife, CESAR e Fablab. É um conceito fundamental para cidade inteligentes centradas em pessoas. Trata-se de um grupo que busca gerar, conceber e desenvolver soluções (não necessariamente tecnológicas) para problemas reais, de forma colaborativa e multidisciplinar. O processo é feito em parceria com representantes do público-alvo, ou seja, aquele que é atingido pelo problema e irá se beneficiar da solução. Tipicamente, o processo de concepção de soluções em um living lab segue princípios de design centrado no humano, passando pelas fases de pesquisa e descoberta; ideação; prototipação; e avaliação das soluções em campo. 

Comentários desativados