Na última quinta-feira (11), foi lançada a metodologia final do trabalho científico encomendado pela Prefeitura do Recife (PCR) que visa conduzir ações e avaliar os impactos das mudanças provocadas pela pandemia do novo coronavírus. O projeto D.A.D.O – Dados e Análises para Decisões e Operações – coordenado pelo Porto Digital, contou com a participação dos professores do Centro de Informática (CIn) da UFPE, Nivan Ferreira e Adiel Filho, bem como os estudantes Júlio Cezar Soares Silva (aluno de mestrado do CIn) e Diogo Ferreira de Lima Silva (aluno de doutorado em engenharia de produção).

Tendo em vista a retomada gradual e segura das atividades econômicas e sociais no Recife, a plataforma de dados e algoritmos foi desenvolvida para facilitar e instrumentar a tomada de decisão sobre qualquer operação de interesse da cidade em relação à Covid-19. O processo está dividido em cinco fases convivência com a pandemia que podem avançar ou retroceder a partir da análise permanente dos indicadores de risco e relevância das atividades econômicas. Essas análises serão respaldadas pelas informações contidas na plataforma desenvolvida. Tal procedimento será acompanhado pelo comitê formado pela PCR e a coordenação do D.A.D.O. A criação da ferramenta se aplica no cenário atual de pandemia, porém permitirá uma cultura de análise de dados para decisões estratégicas na cidade à longo prazo.

Os pesquisadores do CIn participaram conjuntamente com o restante do grupo do D.A.D.O. formado majoritariamente por cientistas da UFPE, e contribuíram em prover inteligência para a PCR através da estruturação/análise de dados e elaboração de cenários, para desenvolver estratégias de acompanhamento da Covid-19, medidas de contenção do espalhamento da doença e, finalmente, assessorar na confecção do plano de convivência e retomada da economia. 

O estudo gerado pela plataforma pode ser acessado através do site (https://dadoscovid19.org/) onde constam as informações sobre as análises, mapas de incidência da doença, realização de testes, indicadores, dentre outros tópicos de relevância. Confira a apresentação final do modelo de convivência elaborado em https://bit.ly/2XTCTMJ.

Comentários desativados