Pós-Graduação Profissional em Ciência da Computação    CIn / UFPE 

Defesa de Dissertação de Mestrado Profissional Nº 326

Aluno: José Fernando da Silva

Orientador: Prof. Hermano Perrelli de Moura

Título:  MPCTI – Uma proposta de metodologia de planejamento para contratações de Tecnologia da Informação no contexto dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

Data da Defesa: 24/02/2021

Hora/Local: 10:00h–Virtual (Interessados em assistir entrar em contato com  a secretaria do Programa secmprof@cin.ufpe.br)   

Banca Examinadora:                                            

Prof. Célio Andrade de Santana Júnior (CAC – UFPE)

Prof. Ricardo André Cavalcante de Souza (UFRPE)

Prof. Hermano Perrelli de Moura (CIn-UFPE)

Resumo:

Nos últimos anos as organizações vem cada vez mais apoiando seus negócios em soluções de Tecnologia da Informação (TI). Na Administração Pública Federal (APF) brasileira de acordo com o Tribunal de Contas da União, as contratações de TI alocam recursos na ordem de bilhões de reais. Neste sentido, o planejamento das contratações é fundamental para reduzir os desperdícios e os projetos malsucedidos. Com o intuito de promover o planejamento, o controle, a gestão e a padronização das contratações de TI nos órgãos públicos, a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI), vinculada ao Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG) elaborou e instituiu no âmbito da APF uma Instrução Normativa, a IN nº 01/2019, que tem por finalidade regulamentar e estabelecer um processo para contratações de tecnologia da informação a ser adotado pelos órgãos e entidades integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação – SISP do Poder Executivo Federal. Esta normativa divide o processo de contratações de TI em 3 (três) fases ou subprocessos: 1 Planejamento da Contratação; 2 Seleção do Fornecedor; e 3 Gestão do Contrato. Essas fases agrupam atividades e subprocessos que têm por objetivo a elaboração de artefatos (documentos) por diversos atores (servidores e colaboradores) envolvidos. Além destes subprocessos a IN define um conjunto de requisitos legais que devem ser observado sem todas as fases da contratação, bem como, apresenta um conjunto de boas práticas de governança de TI. Por se tratar da 1ªfase da contratação de soluções de TI, o Planejamento da Contratação de TI (PCTI) vem nortear e subsidiar as demais fases da contratação, bem como, é a fase que possui mais atividades que produzem artefatos através da interação de diversos atores, assim, desprendendo mais esforços e tempo. Neste contexto, este estudo temo objetivo de propor uma metodologia de planejamento de contratações de TI observando as características dos Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia, de forma a atender as normas vigentes e os anseios de agilidade e eficiência. Para isso, a pesquisa foi desenvolvida utilizando o método o Design Science Research(DSR), a metodologia proposta foi elaborada a partir dos resultados de questionários aplicados nos Institutos Federais e de boas práticas recomendadas por frameworks e modelos fortemente reconhecidos no mercado, sendo validada através da análise de especialistas. Esse estudo se propõe a contribuir com a melhoria do processo de contratações de TI através de um conjunto de atividades distribuídas em áreas temáticas, para maximizar a transparência das atividades da fase de planejamento de contratações, assim como, proporcionar maior celeridade e eficiência aos processos de contratações e ao gerenciamento de contratações de TI nos Institutos Federais de Educação, evitando o desperdício de recursos humanos, materiais e financeiros

Palavras-chave: Governança de TI, Contratações de TI, Planejamento de contratações, Gestão de TI, Gestão de Processos

Comentários desativados