Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Dissertação de Mestrado Nº  1.960

Aluno: Reydne Bruno dos Santos
Orientador: Prof. Fernando José de Lima Castor Filho
Título: Um Estudo Sobre Definição e Avaliação da Legibilidade de Forma e 
Legibilidade de Conteúdo do Código Fonte
Data: 22/03/2021
Hora/Local: 14h – Virtual – Interessados em assistir entrar em contato com o aluno
Banca Examinadora:
Prof. Jessyka Flavyanne Ferreira Vilela (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Rohit Gheyi  (UFCG / Centro de Engenharia Elétrica e Informática)
Prof. Fernando José Castor de Lima Filho (UFPE / Centro de Informática)


RESUMO:

Entender código fonte é uma atividade importante no desenvolvimento de 
software. Ela é fundamental durante a correção de problemas, evolução do 
sistema e durante otimização de código. Código que é difícil de entender 
pode impactar negativamente essas e outras atividades. A legibilidade do 
código é um dos fatores que pode estar ligado ao problema de compreensão do 
código. Muitos estudos em engenharia de software avaliam a legibilidade de 
diferentes aspectos da linguagem e práticas de programação. Esses estudos 
fazem suas avaliações de legibilidade através de diferentes 
características, por exemplo, tempo para completar uma tarefa, número de 
erros cometidos ou opinião do sujeito. Frequentemente, esses trabalhos 
utilizam vários termos para discutir sobre os elementos que tornam um 
trecho de código mais ou menos legível e fácil de compreender. Os termos 
readability e legibility são frequentemente utilizados como sinônimos. No 
entanto, esses dois termos devem ter significados claros, distintos, embora 
relacionados, assim como são definidos nas áreas de educação, linguística e 
design, onde representam aspectos diferentes do texto ou do ambiente.   
Assim, esse trabalho tem como objetivo estudar de forma ampla o conceito de 
legibilidade de código e como ele vem sendo estudado na área de Engenharia 
de Software. Para atingir esse objetivo, realizamos um levantamento 
bibliográfico sobre a temática em várias áreas do conhecimento e uma 
revisão sistemática da literatura na área de Engenharia de Software, onde 
encontramos 54 artigos relevantes para nosso estudo. Nossos resultados 
revelam que os conceitos de readability e legibility são bem definidos em 
áreas como Design e Linguística, mas na área de Engenharia de Software há 
termos diferentes que são sinônimos e o mesmo termo sendo usado de forma 
inconsistente em diferentes contextos. São encontrados na literatura vários 
estudos empíricos que avaliam o que torna o código mais legível. 
Entretanto, cada um apresenta um método diferente para medir a legibilidade 
do código. A maioria dos estudos incluídos na revisão sistemática avalia a 
readability e a legibility do código medindo a correção dos resultados dos 
sujeitos (83,3%) ou simplesmente pedindo suas opiniões pessoais (55,6%). 
Alguns estudos (16,7%) dependem exclusivamente desta última variável de 
resposta. Além disso, ainda existem relativamente poucos estudos que 
monitoram os sinais físicos do desenvolvedor, como as regiões de ativação 
cerebral (5%). Esses resultados não só contribuem com o conhecimento 
existente sobre o assunto como também deixam claro que abordagens de 
avaliação de compreensão de código diferentes requerem competências 
diferentes dos sujeitos do estudo, por exemplo, rastrear o programa versus 
resumir seu objetivo versus memorizar seu texto.

Palavras-chave: Program comprehension, Readability, Legibility.

Comentários desativados