O professor do Centro de Informática (CIn) da UFPE, Stênio Fernandes, aprovou recentemente um projeto de cooperação com a Universidade de Ottawa (uOttawa), através do Programa Capes-DFAIT, que dá apoio às pesquisas colaborativas em parceria entre Brasil e Canadá. Para dar inicio as atividades de pesquisa do projeto “Avanços em Mineração de Dados com Aplicações em Redes de Comunicação e Dados Espaço-Temporais: Mobilidade de Estudantes e Pesquisadores”, o professor da uOttawa, Stan Mawin, realiza, desde o dia 14 de maio, a sua primeira visita oficial ao CIn.

Stênio Fernandes é responsável pelo projeto na parte brasileira e fará a sua primeira visita oficial ao Canadá em Junho. Para ele, “esta é uma oportunidade de criar novas perspectivas de interação técnica e metodológica, além de permitir que os alunos observem diferentes formas de condução de pesquisa científica, indo além do contexto local”.
 
O estudo concentra-se na área de Ciência da Computação, focando mais precisamente em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), dentro do contexto de pesquisa científica em Aprendizado de Máquina e Mineração de Dados aplicados em dois domínios: Redes de Computadores (Identificação e Classificação de Tráfego em Redes de Alta Velocidade) e Serviços e Sistemas de Informações Geográficas (Gerenciamento de Dados Espaço-Temporais na área Pesqueira).
 
“O desenvolvimento deste projeto também permite aos alunos um intercâmbio de culturas, pois eles interagem dentro de um mesmo laboratório com pessoas de países muito diferentes, como China, Iran e Gana, o que permite tanto um crescimento nas relações científicas como pessoais”, comenta o professor Stan Mawin.
 
A Universidade de Ottawa está inserida no CALDO, um consórcio de quatro universidades canadenses líderes no campo da pesquisa, que têm em comum um extraordinário compromisso com a educação internacional e a mobilidade, e que é um parceiro canadense exclusivo do programa “Ciência sem Fronteiras” do governo brasileiro que forma. Este programa pretende financiar 12.000 bolsas para estudantes brasileiros de graduação e doutorado no Canadá.

Comentários desativados