No último dia 10, aconteceu o evento de oficialização das novas onze Unidades EMBRAPII credenciadas, incluindo o Centro de Informática (CIn) da UFPE. A cerimônia contou com a participação do reitor Alfredo Gomes e vice-reitor Moacyr Araújo, além do diretor do CIn, professor André Santos. A programação incluiu uma fala de boas vindas do prof. Jorge Almeida Guimarães, diretor-presidente da EMBRAPII.

O diretor de operações da EMBRAPII, Carlos Eduardo Pereira, sintetizou as ações da EMBRAPII no apoio às instituições de pesquisa tecnológica fomentando a inovação na indústria. Desde 2013/2014, a participação das universidades federais vem aumentando, subindo de 6 unidades credenciadas até 2017 para 17 em 2020. Estas 6 unidades captaram mais de R$ 399 milhões em projetos de PD&I, com 119 empresas. Também ressaltou que foram 37 propostas recebidas, sendo 11 credenciadas.

A Unidade EMBRAPII CEEI-UFCG, que já completou 6 anos de credenciamento, deu um depoimento sobre a sua experiência, com a fala do seu coordenador Hyggo Almeida. Hyggor ressaltou o impacto do Programa EMBRAPII no CEEI-UFCG, e falou de mitos e verdades sobre a experiência que tiveram enquanto unidade EMBRAPII. Também foi mencionado o Programa de apoio a capacitação 4.0 nas Unidades EMBRAPII, que está em discussão junto ao MEC, por José Luis Gordon que é diretor de planejamento e gestão da EMBRAPII.

O presidente da Andifes, reitor João Carlos Salles Pires da Silva, e o secretário de educação superior do Ministério da Educação, Wagner Vilas-Boas de Souza, fizeram pronunciamentos, dando as boas-vindas às novas unidades e enaltecendo o papel da EMBRAPII. Um ponto importante foi o planejamento de credenciar mais 9 universidades federais ainda em 2020.

Finalmente, os reitores das onze novas unidades falaram brevemente. O vice-reitor Moacyr Araújo ponderou a importância do credenciamento EMBRAPII como catalisador de novas parcerias para a UFPE e do exemplo a ser seguido que o Programa EMBRAPII tem sido sobre como criar programas para o desenvolvimento da inovação e da competitividade na indústria. O Professor Jorge Guimarães encerrou a cerimônia, agradecendo a todos e ressaltando que o modelo EMBRAPII possui três pilares: agilidade – flexibilidade – sem burocracia.

Comentários desativados