Entre os meses de outubro e novembro, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) promove duas iniciativas para fomentar a inovação e a pesquisa no mercado do leite. Em sua quinta edição, o Ideas for Milk irá proporcionar uma imersão de universitários do Brasil e, pela primeira vez na história do evento, equipes de 3 universidades de Angola e Argentina. 

Representando o Centro de Informática (CIn) da UFPE e a UFRPE, a equipe Muo-Care é composta por Tiago da Silva Barros e Rafael de Jesus, alunos do curso de engenharia da computação do CIn, com orientação da professora Edna Barros. Além deles, o time conta com os discentes da Rural Chrislanne Carvalho, doutoranda em Zootecnia, Pedro Batista, doutorando em Engenharia Agrícola, Rodes Silva, doutoranda em Engenharia Agrícola, Lucas Andrade, graduando do curso de Bacharelado em Sistemas Informação e os orientadores Victor Medeiros e Glauco Gonçalves.

O Vacathon, maratona de inovação do setor do leite e derivados inspirada no conceito de hackathon, ocorre nos dias 22 a 30 de outubro. A competição tem como objetivo a inovação de processos no mercado do leite e da aproximação de pesquisadores a esta área através do desafio de criar, em 8 dias, soluções inovadoras para a cadeia leiteira. Os temas deste ano seguirão três eixos: FoodTech, Inovação e Empreendedorismo e Transformação Digital. 

Durante o período proposto, as equipes multidisciplinares de alunos e professores estarão conectadas 24 horas por dia ao corpo técnico da Embrapa, empresários e especialistas do setor e terão acesso a debates, cursos, mentorias, encontros e lives. A escolha das melhores soluções criadas durante a competição será feita via Internet, com a participação direta do público, em formato de reality show.  A transmissão será em tempo real pelo canal da Embrapa no Youtube, além do Facebook e na Repileite.

Já o Desafio de Startups, competição pioneira promovida anualmente pela instituição, está com inscrições abertas até dia 03 de novembro. Para participar, os interessados devem se constituir como equipes ou startups, preencher o formulário disponível no site e anexar um vídeo de até 4 minutos com a apresentação de sua proposta. Os selecionados serão classificados segundo os critérios descritos no edital e os 5 primeiros colocados disputarão o primeiro lugar. A startup vencedora será conhecida no dia 11 de dezembro, em uma cerimônia de premiação virtual, transmitida pelo canal da Embrapa no Youtube. 

As ideias dessa quinta edição devem ter conexão com os temas: insumos, fazenda, captação, fábrica de laticínios, distribuição e varejo. Além disso, precisam ser orientadas para soluções inovadoras não digitais ou inovação com o uso de recursos tecnológicos, como aplicativos para dispositivos móveis ou “vestíveis software web e/ou solução de hardware”, o que inclui propostas baseadas em internet das coisas (IoT) ou uso de sensores. Mais informações sobre os eventos podem ser acessadas no site oficial da instituição.

Comentários desativados