Dos vinte professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) pertencentes a lista de 2% mais influentes do mundo de acordo com estudo da Plos Biology, dois deles são docentes do Centro de Informática (CIn) da UFPE. 

O banco de dados, que é publicado anualmente com atualização, traz dois rankings de influência: um sobre o impacto do pesquisar ao longo de toda sua trajetória profissional; e outro em relação ao último ano (2019).

Francisco de Assis Tenório de Carvalho, que atua como professor e pesquisador do CIn-UFPE desde 1999, está na lista dos 2% mais influentes do mundo ao longo da carreira e em 2019. O professor já coordenou vários projetos de pesquisa financiados por agências de fomento nacionais (CNPq, FACEPE), atuou como membro do CA-CC do CNPq  e como membro da CDCT da FACEPE na área de Ciências Exatas e da Terra. Formou 24 mestres e 9 doutores e publicou mais de 220 artigos em periódicos de alto impacto e conferências de reconhecida qualidade. No CIn-UFPE, foi por duas vezes coordenador da pós-graduação, e atualmente é chefe do departamento de informação e sistemas e membro do conselho departamental. 

Já Adriano Lorena Inácio de Oliveira, que atualmente é Professor Associado do CIn, e bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq nível 2, compõe a lista dos 2% mais influentes do mundo no ano de 2019. Adriano Lorena já foi Professor Visitante da École de Technologie Supérieure, no Canadá e já publicou 32 artigos completos em periódicos internacionais, 1 livro internacional, 2 artigos em periódicos nacionais, 106 artigos em conferências e 4 capítulos de livro. Hoje, além de professor do Centro de Informática, é  Membro Senior do IEEE e revisor de diversos periódicos internacionais como IEEE Transactions on Systems, Man and Cybernetics. Part B, Cybernetics; IEEE Transactions on Neural Networks e Neurocomputing.

Dentre os critérios adotados para realizar o ranking, estão informações padronizadas sobre citações, índice h, índice hm ajustado de coautoria, citações de artigos em diferentes posições de autoria e um indicador composto, mostrando o impacto ao longo da carreira e/ou ano único do profissional. 

“São fornecidas métricas com e sem autocitações e proporção de citações para artigos citados. Os cientistas são classificados em 22 campos científicos e 176 subcampos. Os percentis específicos de campo e subcampo também são fornecidos para todos os cientistas que publicaram pelo menos cinco artigos. Os dados ao longo da carreira são atualizados até o final de 2019”, explica trecho do documento que revela os nomes mais influentes. 

UFPE: Além dos dois professores do CIn, classificados nos rankings. Outros 18 docentes da UFPE também participam da listagem. 

São 11 docentes na lista dos 2% mais influentes do mundo ao longo da carreira (em ordem alfabética e incluindo professores aposentados): Adiel Teixeira de Almeida (Departamento de Engenharia de Produção), Anderson Gomes (Departamento de Física), Cid Bartolomeu de Araújo (Departamento de Física), Dmitrii Vassilievitch Petrov (atuou como professor visitante nos Departamentos de Física e Química Fundamental), Gauss Cordeiro (Departamento de Estatística), Gilberto de Sá (Departamento de Química Fundamental), Marcelo dos Santos Guerra Filho (Departamento de Botânica), Marcelo Tabarelli (Departamento de Botânica), Oscar Manoel Loureiro Malta (Departamento de Química Fundamental), Sergio Machado Rezende (Departamento de Física) e Ulysses Paulino Albuquerque (Departamento de Botânica). 


E 16 docentes na lista dos 2% mais influentes do mundo em 2019 (Além dos professores do CIn) são: Adiel Teixeira de Almeida (Departamento de Engenharia de Produção), Alcides Nóbrega Sial (Departamento de Geologia), Armando Juan Navarro Vázquez (Departamento de Química Fundamental), Cid Bartolomeu de Araújo (Departamento de Física), Dmitrii Vassilievitch Petrov (Departamento de Química Fundamental), Francisco Cribari Neto (Departamento de Estatística), Gauss Cordeiro (Departamento de Estatística), Marcelo Cabral Cavalcanti (Departamento de Engenharia Elétrica), Marcelo dos Santos Guerra Filho (Departamento de Botânica), Marcelo Tabarelli (Departamento de Botânica), Mario Barletta (Departamento de Oceanografia), Monica Ferreira da Costa (Departamento de Oceanografia), Oscar Manoel Loureiro Malta (Departamento de Química Fundamental), Sérgio Machado Rezende (Departamento de Física), Sérgio Pacheco Neves (Departamento de Geologia) e Ulysses Paulino Albuquerque (Departamento de Botânica).

Comentários desativados