Pós-Graduação em Ciência da Computação – UFPE
Defesa de Tese de Doutorado Nº 553

Aluno: FERNANDO KENJI KAMEI
Orientador: Prof. SÉRGIO CASTELO BRANCO SOARES
Co-orientador: Prof. GUSTAVO HENRIQUE LIMA PINTO
Título: Supporting the Use of Grey Literature in Software Engineering Research
Data: 22/03/2022
Hora/Local: 13h – Virtual – Interessados em assistir entrar em contato com o aluno
Banca Examinadora:
Prof. André Luís de Medeiros Santos (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Fabio Queda Bueno da Silva (UFPE / Centro de Informática)
Prof. Marcos Kalinowski (PUC-RJ / Departamento de Informática)
Prof. Tayana Uchôa Conte (UFAM / Instituto de Computação)
Prof. Katia Romero Felizardo Scannavino (UTFPR / Departamento de Computação )


RESUMO:

Recentemente, é crescente o interesse em explorar a Literatura Cinza (LC) na pesquisa de Engenharia de Software (ES). Apesar disso, estudos indicaram a necessidade de entender por que e como a LC pode apoiar a pesquisa em ES, pois alguns pesquisadores são céticos quanto à sua importância e credibilidade. Por isso, focamos em melhorar a compreensão da LC e propor um conjunto de recomendações para apoiar seu uso em Estudos Secundários, com base nas opiniões dos pesquisadores e de estudos anteriores. Para atingir nosso objetivo, realizamos um conjunto de estudos empíricos. Investigamos 76 pesquisadores brasileiros para entender suas percepções sobre os benefícios e desafios da LC. Identificamos blogs e sites da comunidade como fontes comumente usadas. Motivações para usar e para evitar, e benefícios e limitações também foram explorados. Como critério para avaliar a credibilidade da LC, identificamos que a reputação do produtor da LC na comunidade é importante. Em seguida, coletamos as percepções sobre os tipos de LC e como 34 pesquisadores brasileiros avaliam sua credibilidade. Embora tenhamos identificado entendimentos controversos, a maioria das fontes da LC tem controle e credibilidade de baixa a moderada. Com base em um estudo terciário, analisamos 126 estudos secundários para apresentar tendências, conceitos empregados, tipos de LC e métodos usados para selecionar e realizar a avaliação da qualidade da LC. Nossas descobertas mostram um crescimento no uso da LC nos últimos anos. Não identificamos uma definição comum da LC, e há diferentes interpretações sobre seus tipos entre os estudos. Curiosamente, apenas sete estudos empregaram critérios específicos para avaliar a qualidade do LC, e cerca de 1/4 da LC não estão mais disponíveis. Realizamos outro estudo terciário para avaliar como o uso de LC contribuiu para nove revisões multivocais da literatura. Identificamos evidências que não seriam encontradas se a LC não fosse considerada. Essas fontes forneceram principalmente recomendações e explicaram tópicos.
Por fim, realizamos dois grupos focais com dez pesquisadores de ES para avaliar as diretrizes de Garousi. Em geral, as diretrizes são úteis, embora problemas tenham sido percebidos. Fornecemos recomendações para lidar com esses problemas e melhorar as diretrizes de Garousi. Nossas investigações mostram a importância do uso de LC na pesquisa de ES. No entanto, também identificamos desafios que os pesquisadores podem enfrentar. Nos esforçamos para mitigá-los, fornecendo critérios para avaliar a credibilidade e recomendações aos  pesquisadores para lidar melhor com a LC.


Palavras-chave: Literatura Cinza. Revisão Multivocal da Literatura. Engenharia de Software

Comentários desativados