Os cursos de pós-graduação em Ciência da Computação do Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) estão se destacando pela intensa atividade acadêmica. A excelência da formação dos profissionais pode ser verificada tanto na publicação de artigos em eventos e periódicos nacionais e internacionais – em 2010, foram mais de 230 – quanto pelas premiações recebidas em várias edições do concurso de Teses e Dissertações da Sociedade Brasileira de Computação (SBC).
O número de dissertações de mestrado e teses de doutorado defendidas de janeiro a setembro deste ano impressiona: 128. No último mês de abril, o centro comemorou a defesa de sua 1000ª dissertação, no dia 14 de abril, pela aluna Flávia Araújo. A primeira foi defendida pelo atual diretor do CIn, o professor Paulo Cunha, em 1977. Segundo Cunha, a tendência é que o mestrado se popularize – cada vez mais empresas o requerem para novas contratações. O doutorado continuará como chave para quem deseja maior aprofundamento acadêmico para ensino ou pesquisa.
 
Além do mestrado acadêmico e do doutorado, o mestrado profissional – inaugurado em novembro de 2006 e atualmente conceito 4 no Capes – dialoga com as necessidades do mercado, pois visa estudar soluções para problemas enfrentados no dia a dia. De janeiro a setembro, formaram-se 18 alunos nessa categoria, somando ao total 146 pós-graduados pelo centro em 2011. Se contados desde 1974, quando começou a primeira turma do mestrado acadêmico, são 1095 mestres acadêmicos, 96 mestres profissionais e 156 doutores.
O programa da pós-graduação contempla sete áreas de pesquisas: Banco de Dados, Engenharia da Computação, Engenharia de Softwares e Linguagens, Inteligência Computacional, Redes e Sistemas Distribuídos, Teoria da Computação e Mídia e Iteração. As inscrições para o mestrado e doutorado acadêmico estão abertas até 18 de outubro no site www.cin.ufpe.br/inscricao2012.

Comentários desativados