A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), através do professor do Centro de Informática (CIn), José Augusto Suruagy, foi inserida no Projeto FIBRE (Future Internet Testbeds/Experimentation between Brazil and Europe), que visa implementação e validação de uma infraestrutura compartilhada para realizar pesquisa experimental em Internet do Futuro (IF), para atender o uso conjunto por pesquisadores europeus e brasileiros. Na instituição será alocada uma das "ilhas de experimentação" do projeto.
 
“Quando o projeto foi submetido eu ainda me encontrava na Universidade Salvador (UNIFACS) e com o meu retorno à UFPE, em fevereiro, vínhamos colaborando ainda de forma informal com o projeto. Agora esta participação está oficialmente reconhecida pelo CNPq que é o patrocinador brasileiro do projeto”, conta o professor José Augusto Suruagy.
 
As equipes das duas instituições estão responsáveis pelo estudo, desenvolvimento e implantação de um serviço de monitoração para a rede experimental brasileira e no desenvolvimento conjunto da solução de monitoração federada com a rede experimental europeia.
 
Para Suruagy, o projeto irá inserir alunos e pesquisadores em Redes de Computadores da UFPE no cenário internacional de pesquisa e experimentação em Internet do Futuro. “Espera-se que a rede experimental que está sendo montada aqui no Brasil através deste projeto, seja a semente de um programa mais amplo de pesquisa em IF a ser lançado nos próximos anos pelo MCTI, como vem ocorrendo em diversos outros países e na comunidade europeia”, comenta.

  

Comentários desativados