Alunos e professores do Centro de Informática (CIn) da UFPE participaram ativamente da segunda edição da Campus Party Recife, realizada no Chevrolet Hall entre os dias 17 e 20 de julho.  Um dos destaques do envolvimento do Centro no evento foi o concurso Hackathon – Hacker Cidadão, idealizado pelo professor Kiev Gama em parceria com a Prefeitura do Recife e outras instituições. Gama também foi o curador da trilha Smart Cities na edição deste ano.
 
O Hackathon, que faz parte do Concurso CidadãoInteligente.Rec lançado pela Prefeitura, em parceria com o CIn-UFPE, o CESAR e o Porto Digital, incentivou a inscrição de projetos inovadores para solução de problemas sociais através de aplicativos. Seis alunos do CIn estiveram entre os finalistas: Jorge Eduardo Lindoso, João Marcelo Teixeira, Daniel de Freitas e Edvar Xavier conquistaram o segundo lugar com a criação do “Recife 360º”. Na quarta posição ficaram os integrantes do BlackBerry Tech Center Joselito Júnior e Rodrigo de Carvalho, que criaram o “Recife na Raiz”. O Hackathon foi vencido pelo app “Recife Saúde”.
 
Outra competição de destaque foi a Maratona de Negócios SEBRAE, que também foi vencida por estudantes do CIn. O aluno Caio Calado, autor do projeto “Minha Academia”, e a dupla Filipe Marques e André Carneiro – autores do projeto “Style Me” ganharam entradas VIPs para a próxima edição da Campus Party Brasil. Tanto esses como os demais projetos vencedores foram iniciados, aprimorados e realizados durante os dias do evento.
 
Além dos concursos, os professores Geber Ramalho, Vinícius Garcia, Cristiano Araújo, Carlos Ferraz e Hermano Perreli também representaram o CIn divididos entre palestras, mesas redondas e conferências em temas como games, TV Digital e empreendedorismo. O professor Sílvio Meira apresentou a palestra “Inovar e Empreender” no palco principal. Também ganharam destaque as participações do mestrando em Ciência da Computação, Adriel Café, e do doutorando Vítor Andrade, ligados aos temas de Jovens Empreendedores e Empreendedorismo no Nordeste, respectivamente.
 

Comentários desativados