O professor do CIn-UFPE Nivan Roberto apresentará a palestra “Técnicas de visualização interativa de dados para análise de dados urbanos” nesta sexta, como parte das atividades do Ciclo de palestras "Cultura e Subjetividade nos Habitats Contemporâneos", que está sendo realizado no Porto Digital. A apresentação será ministrada no Laboratório de Objetos Urbanos Conectados (L.O.U.Co),  às 9h, e é aberta ao público.
 
Esse dia de evento será mediado por Cristiano Borba (Educação pela Cidade/Cehibra/Fundaj), e também contará com a palestra do professor Fabio La Rocca, da Universidade Paul-Valéry (Montpellier 3), com o tema "O cotidiano tecnológico: interfaces e experiências da tecno-metrópole". O Ciclo de palestras "Cultura e Subjetividade nos Habitats Contemporâneos" foi uma iniciativa do Núcleo de Estudos da Subjetividade na Arquitetura (NusArq), em colaboração com o Centro de Informática (CIn) da UFPE, o Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFPE (PPGCOM), a Université Paul-Valéry (Monptellier 3) e a Fundaj.
 
Dia e horário: 04/11 (sexta-feira), às 9h
Local: Laboratório de Objetos Urbanos Conectados (L.O.U.Co) Porto Digital, Rua Cais do Apolo, 222, Bairro do Recife
 
Técnicas de Visualização Interativa de Dados para Análise de Dados Urbanos
Resumo: A explosão do volume de dados sobre ambientes urbanos deu origem à novas oportunidades para melhor dar suporte à administração e criação de novas políticas, e, assim, ajudar os governos a superar os desafios constantes de melhorar/aumentar a qualidade dos serviços públicos e promover o desenvolvimento sustentável nas cidades. Tirando proveito do poder das tecnologias de computação gráfica modernas e do poder do sistema visual humano, as técnicas de visualização interativa são reconhecidas como ferramentas poderosas no processo de análise de dados. Nesta palestra, iremos descrever técnicas de visualização de dados recentes projetadas para permitir que analistas explorem de forma interativa grandes conjuntos de dados urbanos. Essas técnicas incluem aspectos visuais e algorítmicos e têm sido aplicadas para ajudar especialistas das áreas de planejamento urbano, engenharia de transportes, e arquitetura.

Comentários desativados