No dia 3 de junho, às 9h30, será realizada a solenidade de assinatura do convênio entre a UFPE e o Exército Brasileiro no Anfiteatro do Centro de Informática (CIn) da UFPE, Campus Recife. O objetivo da parceria é executar o projeto  “Observatório de Defesa Cibernética: Especificação e Requisitos” por meio da assinatura do um Termo de Execução Descentralizada (TED). O reitor Anísio Brasileiro estará representando a UFPE junto a André Santos, diretor do CIn-UFPE, e o professor Daniel Cunha, também do CIn-UFPE. O general Guido Amim Naves, do Comando de Defesa Cibernética, é o representante do Exército Brasileiro.

O Observatório de Defesa Cibernética é um dos projetos estruturantes que compõem o Programa de Defesa Cibernética na Defesa Nacional (PDCDN). A iniciativa é comandada de forma conjunta pelas três Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e busca promover interoperabilidade entre elas no que se refere à potencialização da defesa cibernética nacional. 

O Observatório de Defesa Cibernética criará um espaço virtual colaborativo que induzirá a interação entre os meios acadêmicos, empresarial e militar. Promovendo, assim,  articulações e benefícios sociais, uma vez que contribuirá com a disseminação do conhecimento acerca do setor cibernético e posicionará o Brasil na vanguarda dessa área.

O projeto será executado nas dependências do Centro de Informática da UFPE e terá um prazo de 12 (doze) meses, a contar da descentralização dos recursos financeiros para a UFPE. A equipe de trabalho será constituída de militares do Comando de Defesa Cibernética, dos professores Carlos Ferraz, Daniel Cunha, Divanilson Campelo, Hermano Moura e Ruy Queiroz, todos do CIn-UFPE, e do professor André Neves, do Centro de Artes e Comunicação (CAC). Também participam da equipe alunos do Programa de Pós-Graduação da UFPE

Comentários desativados