O Centro de Informática (CIn) da UFPE fechou parceria com o Movimento Conexão Empatia e adotou a programação do Setembro Amarelo como ação de preservação da vida e combate ao suicídio. Serão quatro eventos gratuitos e on-line durante todo o mês, sempre às quintas-feiras, às 20h, com um tema voltado para a saúde mental. As inscrições são feitas através do link e qualquer pessoa, aluno ou não, pode participar.

O primeiro bate-papo será amanhã (quinta-feira), dia 03 de setembro, às 20h, com o tema “Por que a prática de Mindfulness se tornou tão comum no ambiente profissional?”, com Larissa Cirello. Ela é Fundadora e Instrutora Sênior Mindfulness – NBM, membro conselho ABRAMIND e especialista  em desenvolvimento de soft skills e vai bater um papo sobre como os benefícios dessa técnica pode melhorar diretamente o desempenho e a produtividade no ambiente profissional. Os ingressos estão disponíveis neste link.

Outros temas estão programados para nas próximas quintas-feiras do mês. No dia 10, o médico Júlio Lins conversa sobre “Empatia e Compaixão e a diferenças entre as duas”. No dia 17, a psicóloga Winnie Barros vai falar sobre “ A importância dos vínculos saudáveis no ambiente profissional e no dia 24, a fisioterapeuta e professora de Yoga Juanita Corrêia vai conduzir o bate-papo sobre “Yoga como prática de prevenção ao suicídio”.

A assessora de comunicação do CIn-UFPE e membro do grupo HUMANIZA, Sílvia Matos, explica que, com as atividades remotas, a adoção de uma iniciativa para combater os problemas surgidos com a pandemia focadas na saúde mental e no ambiente profissional, favoreceram o CIn-UFPE a firmar essa parceria, fortalecendo a oferta de eventos on-line de um movimento que nasceu com uma causa tão nobre. E ainda completa: “a proposta do Movimento Conexão Empatia é de ajuda mútua, principalmente na troca de habilidades e conhecimentos necessários ao mercado de trabalho. Qualquer pessoa do Centro pode usufruir do que é oferecido na Oficina de Habilidades, por exemplo, além dos eventos realizados semanalmente sobre diversos temas”.

Sobre o Conexão Empatia – Em abril deste ano, uma postagem no LinkedIn chamou atenção de muitos usuários da rede com uma proposta solidária para combater o efeito da Covid-19 no Brasil.  A partir da hashtag #conexãoempatia, surgiu um movimento virtual para conectar pessoas com empatia, onde elas podiam pedir ajuda e/ou oferecer ajuda. O trabalho tem sido realizado em três pilares, sendo eles: a oficina de habilidades, os eventos e as redes sociais. Na oficina de habilidades, qualquer participante pede ou oferece ajuda sobre qualquer tema. Nos eventos, são realizados workshops, palestras, mesas-redondas etc. sobre assuntos relevantes para o  desenvolvimento profissional. E nas redes sociais é possível se conectar com todas as ações do projeto.

Comentários desativados