Pós-Graduação Profissional em Ciência da Computação    CIn / UFPE 

Defesa de Dissertação de Mestrado Profissional Nº 322

Aluno: Mônica Auricélia Oliveira Santana

Orientador: Prof. Hermano Perrelli de Moura  

Título:  Diretrizes para o desenvolvimento de observatórios de projetos nos portais da transparência dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia

Data da Defesa: 22/02/2021

Hora/Local: 10:00h–Virtual (Interessados em assistir entrar em contato com  a secretaria do Programa secmprof@cin.ufpe.br)   

Banca Examinadora:                                               



Prof.Adriano Lorena Inácio de Oliveira (CIn-UFPE)

Profa. Cláudia Cappelli (UFRJ)

Prof. Hermano Perrelli de Moura (CIn-UFPE)

Resumo:

Com a constituição da Lei de Acesso à Informação (LAI) a divulgação de informações em portais governamentais tornou-se um importante instrumento para o controle social. Portanto, avaliar a forma de apresentação e estruturação dessas informações é algo de grande valia para a sociedade. Diante deste contexto, este estudo tem como objetivo propor um conjunto de diretrizes para auxiliar o desenvolvimento de observatórios de projetos nos portais da transparência dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs). Como metodologia foram utilizadas as abordagens qualitativa e quantitativa, com o uso da pesquisa bibliográfica e documental, aplicação de levantamento (survey) e a técnica de Autoconceito. Através de avaliações nos portais da transparência dos IFs verificou-se a indisponibilidade de informações que possibilitem o acompanhamento dos projetos, como preconiza a transparência ativa da LAI, apesar do alto grau de interesse da população pesquisada por esse tipo de informação. Um protótipo do observatório de projetos foi desenvolvido, baseado nas diretrizes definidas, e sua avaliação mostrou que 100% dos avaliadores preferem o protótipo ao portal da transparência do Instituto Federal de Educação da Paraíba, atualmente disponível.

Palavras chaves: Transparência Ativa.Portal da Transparência. Instituto Federal de Educação. Observatório de Projetos.

Comentários desativados