Pelo segundo ano consecutivo, Matheus Andrade, que é aluno do curso de Engenharia da Computação no Centro de Informática (CIn) da UFPE, integra a disputada lista de 350 campeões mundiais do desafio Swift Student Challenge WWDC, idealizado pela Apple. “Para ser sincero, quando abri a página do Challenge e vi que eu havia ganhado o prêmio pela segunda vez, eu demorei a acreditar”, disparou o estudante pernambucano.

Este ano, o Mixed Juice foi o projeto desenvolvido e submetido por Matheus. Criado a partir de lembranças da infância, o game tem valor afetivo para o desenvolvedor.

“A ideia do Mixed Juice surgiu quando eu estava pensando sobre brincadeiras que eu jogava quando criança e que eu nunca mais havia visto ou ouvido falar. Havia um jogo de tabuleiro que envolvia raciocínio lógico e reconhecimento de padrões, o qual eu jogava com meus primos quando era criança. Eu gostava bastante desse jogo porque nos permitia exercitar o cérebro enquanto nos divertíamos, e geralmente eram rodadas rápidas. Assim, decidi criar o Mixed Juice, para que o jogador pudesse exercitar o cérebro de uma maneira rápida e divertida, trazendo uma certa dificuldade no quesito de raciocínio lógico”, revelou.

No jogo, o usuário conhece o Chef Leo, o melhor criador de sucos do mundo e que detém diversas receitas secretas. A partir disso, o jogador tem oito tentativas para adivinhar uma receita desconhecida na cozinha do Chef, podendo usar até quatro frutas na ordem correta.

A cada tentativa, o liquidificador mágico do Chef Leo dirá quão perto a receita escolhida está da receita correta. Caso o jogador consiga adivinhar a receita em menos de oito tentativas, ele sai vencedor. Se não, o usuário parte para uma segunda rodada onde tem a chance de desvendar uma outra receita completamente diferente e, também, desconhecida.

“Acredito que o Mixed Juice possa contribuir justamente nesse quesito de estimular o raciocínio lógico em brincadeiras, podendo ainda ser estendido para brincadeiras entre mais pessoas e não somente entre jogador e máquina, como foi submetido para o desafio”, explicou Matheus.

Criado em duas semanas intensas de bastante trabalho, o Mixed Juice foi desenvolvido com a utilização do frameword SwiftUI. De acordo com o estudante, que é integrante do programa de extensão, pesquisa e inovação Apple Developer Academy da UFPE, essa linguagem de programação foi usada durante um dos projetos do grupo e, por isso, ele decidiu aproveitar a competição para continuar a explorar a SwiftUI.

Assim como em The Blind Maze, projeto de Matheus vencedor do Swift Student Challenge em 2020, que também surgiu como uma alternativa para exercitar o cérebro e estimular a memorização, o personagem principal de Mixed Juice, o Chef Leo, foi totalmente desenhado pelo aluno. Algo que ele considera uma de suas maiores vitórias no processo.

“Eu considero o design como o quesito mais complexo, visto que eu não tenho muita experiência na área, mas acabei me surpreendendo com a minha capacidade de ilustração e pensamento. Infelizmente não consegui desenhar todos os assets do jogo, mas consegui criar a maioria, o que foi muito gratificante. Além do mais, assim como ilustrei o Fulaninho, no The Blind Maze, pude ilustrar o personagem que deu cara e vida ao Mixed Juice: o Chef Leo”.

Para Matheus, o apoio dos mentores e alunos da Academy foi crucial no período de desenvolvimento do projeto. Também pudera, dos 35 brasileiros campeões no desafio 2021, 11 são integrantes do programa de extensão da Apple coordenado pelo CIn. “Aproveitando esse momento de felicidade e gratidão, gostaria de agradecer aos mentores e alunos da Academy que mantiveram um ambiente de apoio e incentivo, algo que foi muito importante durante todo o desafio e ajudou bastante no processo”, completou.

Sobre o The Blind Maze, projeto campeão em 2020: No jogo The Blind Maze, o jogador ajudará Fulaninho, um morador de uma cidade na zona rural de Pernambuco, a fazer uma atividade simples: pegar uma cesta de frutas que ele esqueceu no caminho do trabalho para casa. Porém, há uma dificuldade única nisso, a cidade de Fulaninho sofre com quedas de energia e, por conta disso, o caminho é completamente escuro a noite. Assim, o jogador tem apenas 30 segundos para memorizar o labirinto antes do anoitecer e guiar Fulaninho em no máximo 1 minuto ao seu objetivo.

Github do Mixed Juice: matheusvtna/Mixed-Juice

Comentários desativados