Atividade promove o acolhimento emergencial através da escuta ativaAtividade promove o acolhimento emergencial através da escuta ativa

O Janeiro Branco é uma campanha anual que tem o objetivo de chamar a atenção da humanidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições humanas. Neste mês dedicado a uma questão tão fundamental no contexto da universidade, o Centro de Informática (CIn) da UFPE lembra a toda a comunidade acadêmica dos serviços oferecidos pelo seu Grupo de Acolhimento, iniciativa que tem o objetivo de promover a escuta ativa de pessoas que estejam enfrentando um momento de dificuldade.

O acolhimento pode ser compreendido como um atendimento emergencial, cujo objetivo é proporcionar uma escuta e um acolhimento à pessoa no momento de crise emocional. Neste sentido, a proposta não é a resolução ou aprofundamento da problemática, mas sim, um momento de empatia para com a pessoa que sofre. O acolhimento não substitui o acompanhamento psicológico por profissionais qualificados. Esta atividade possui caráter preventivo, uma vez que possibilita uma visão mais clara e ampla de si frente a uma problemática, podendo contribuir para o seu não agravamento e para auxiliar num movimento que pode ser propulsor de mudança.

Neste sentido, o Grupo de Acolhimento do CIn-UFPE promove a escuta solidária, realizada por um acolhedor do grupo. Ao receber uma solicitação, um membro do grupo viabiliza o local, aciona o acolhedor disponível no momento e informa ao solicitante os dados do local e o nome do acolhedor que irá atendê-lo. Para solicitar atendimento, basta enviar e-mail para acolhimento@cin.ufpe.br

O Grupo de Acolhimento atende qualquer pessoa vinculada ao Centro de Informática da UFPE: estudantes, professores, servidores técnicos administrativos, participantes de projetos, terceirizados e bolsistas.

Comentários desativados